Wednesday, May 31, 2017

Ode I - Amir Khusrow

       



Ode I - Amir Khusrow


1. The clouds are pouring, and I am being separated from my sweet-heart. How can I server my heart from my beloved on such a day?
2. The clouds are pouring, and myself and my beloved are standing to bid farewell. I am weeping on one side, the clouds on another, and the mistress on a third.
3. The verdure is peeping up, the air is delicious, the garden is fresh and green, and the nightingale (I.e. myself) with a blackened face (i.e. disgraced) becomes disunited from the rose-garden.
4. Oh thou, under every fold, of whose locks, there are ties (i.e. fetters) for me, why do you cut me up entirely joint from joint.
5. Oh thou, the pupil of my eye (i.e. human image in the eye), my eyes have become blood-pouring on thy account. Act with humanity, and don’t separate thyself from my blood-pouring eyes.
6. I do not wish the boon of eye-sight to remain any longer when once the eye is deprived of that dainty sight.
7. Thy arrows have filled my eyes with a hundred holes (i.e. wounds); take up quickly a little dust from thy path; (the rest of this line is mutilated and doubtful).
8. Here, I pay up my life (for it) do not leave me. If you don’t believe me, take it if you like, even in advance, and keep it apart (in your custody).
9. When once you separate yourself from Khusrau, your beauty would not long remain. The rose does not survive very long it is separated from the thorn.



Ode I - Amir Khusrow - Tradução em Português


1. As nuvens estão derramando, e estou sendo separada do meu doce coração. Como posso servir o meu coração do meu amado nesse dia?
2. As nuvens estão derramando, e eu e os meus amados estão de pé para despedir-se. Estou chorando de um lado, as nuvens em outro e a amante num terço.
3. O verdura está espiando, o ar é delicioso, o jardim é fresco e verde, e o rouxinol (ou seja, eu mesmo) com um rosto enegrecido (ou seja, desonrado) fica desunido do jardim de rosas.
4. Oh, em cada dobra, de cujas fechaduras, há laços (por exemplo, grilhões) para mim, por que você me corta inteiramente da junta.
5. Oh, você, a pupila dos meus olhos (ou seja, imagem humana no olho), meus olhos se tornaram derramados de sangue em sua conta. Aja com a humanidade, e não se separe dos meus olhos que derramam sangue.
6. Não desejo que a benção da vista dos olhos permaneça mais longa quando uma vez que o olho está privado dessa visão delicada.
7. Suas flechas encheram meus olhos com cem buracos (ou seja, feridas); Retire rapidamente um pouco de pó do seu caminho; (O resto desta linha é mutilada e duvidosa).
8. Aqui, eu pago minha vida (por isso) não me deixe. Se você não acredita em mim, pegue isso se quiser, até antecipadamente, e mantenha-o separado (sob sua custódia).
9. Quando uma vez você se separar de Khusrau, sua beleza não permaneceria por muito tempo. A rosa não sobrevive há muito tempo, é separada do espinho.



Ode I - Amir Khusrow - La traducción en español


1. Las nubes están derramando, y estoy siendo separado de mi corazón dulce. ¿Cómo puedo servir mi corazón de mi amada en tal día?
2. Las nubes se derraman, y yo y mi amado estamos de pie para despedirnos. Estoy llorando de un lado, las nubes en otro, y la señora en un tercero.
3. El verdor está mirando, el aire es delicioso, el jardín es fresco y verde, y el ruiseñor (es decir, yo) con una cara ennegrecida (es decir, deshonrado) se desunida del jardín de rosas.
4. Oh, tú, debajo de cada pliegue, de cuyas cerraduras hay lazos (es decir, cadenas) para mí, ¿por qué me cortas enteramente junta de junta?
5. Oh tú, la pupila de mi ojo (es decir, la imagen humana en el ojo), mis ojos se han convertido en sangre derramando en tu cuenta. Actúa con humanidad, y no te separes de mis ojos derramados por la sangre.
6. No deseo que la bendición del ojo-mira permanezca más cuando una vez que el ojo es privado de esa vista delicada.
7. Tus flechas han llenado mis ojos con cien agujeros (es decir, heridas); Toma un poco de polvo de tu camino; (El resto de esta línea está mutilada y dudosa).
8. Aquí, yo pago mi vida (por ello) no me dejes. Si usted no me cree, tómelo si lo desea, incluso de antemano, y manténgalo aparte (bajo su custodia).
9. Cuando una vez que usted se separa de Khusrau, su belleza no permanecería mucho tiempo. La rosa no sobrevive mucho tiempo se separa de la espina. 

Conteúdo completo disponível em:






Links:


Slippery Letra

Mask Off Letra

Slippery Letra

Bacias hidrográficas do estado de São Paulo

Prédios mais altos do mundo

O Alienista PDF

Just Go #JustGo - Viagem Volta ao Mundo

Atividades extrativistas do Mato Grosso do Sul

Idade das Religões - Religião História

Bíblia Online

Top 10 BLOGs by Sanderlei Silveira



The Dark - Ellen M.H. Gates - Poetry, Poem

Thou Art Not Lovelier Than Lilacs, - No - Edna St. Vincent Millay - Sonnet 18 - Poetry, Poem

Slippery - Migos - Letra Musica - Tradução em Português

Economia em 1 Minuto - Sanderlei

As festas populares em Santa Catarina SC

Áreas de preservação no estado de São Paulo SP

A Guerra do Contestado PR

Pantanal – Patrimônio Natural da Humanidade MS

Mein Kampf PDF

Palácio da Justiça do Amazonas - Centro Cultural, Museu - Manaus - Amazonas AM - Brasil


No comments:

Post a Comment